Não perca nenhuma novidade, cadastre-se em nosso blog !
Assinar agora
Não perca nenhuma novidade, cadastre-se em nosso blog !
Assinar agora

Você sabe qual a diferença do distúrbio do sono atrasado e do sono perdido? Veja neste post e esclareça todas as suas dúvidas.

Dormir tarde e acordar cedo, ou dormir e acordar tarde, ficar sonolento ao longo do dia, precisar de estimulantes para ficar acordado, não ver algumas coisas que estão em sua frente …

Esses são alguns sintomas do distúrbio do sono atrasado e também simplesmente do sono perdido.

Os dois podem apresentar riscos à saúde e à vida social, mas em graus diferentes.

Distúrbio do sono atrasado

É um distúrbio do sono como os outros, pesquisas recentes dizem que ele pode ser desenvolvido por questões genéticas, ou por hábitos adquiridos ao longo dos tempos.

Esse distúrbio é caracterizado como sono atrasado por haver uma mudança no horário convencional do período de dormir.

De acordo com o relógio biológico humano, quando a incidência de luz diminui o organismo humano começa a produzir hormônios capazes de dar sonolência e induzir ao sono.

Portadores desse distúrbio apresentam um atraso nesse relógio, são os chamados seres com hábitos vespertinos.

Essas pessoas dormem tarde, geralmente de madrugada e consequentemente acordam tarde, mas isso não é apenas uma questão de escolha do horário de dormir, por causa dos hábitos adquiridos e os genes de seu corpo, o relógio biológico aprende a trabalhar apenas desse modo.

O sono perdido

Esse não é considerado um distúrbio, mas sim apenas a falta de tempo para ter boas noites de sono.

Dormir significa deitar na cama, relaxar e passar por todas as etapas do sono até chegar ao sono restaurador e, só então, acordar.

Ao interromper esse ciclo, o corpo não consegue descansar e fica com várias sequelas físicas e emocionais de uma noite mal dormida.

Nos dias atuais o ritmo de vida tem se mostrado cada vez mais desafiador para que cada pessoa possa ter uma boa noite de sono e consiga alcançar o sono restaurador.

Trabalhar até tarde e acordar cedo para estudar, ou o contrário, ir dormir tarde por causa dos estudos e acordar cedo para trabalhar, seja qual for o motivo, não é saudável interromper o sono.

Pesquisas feitas por uma bióloga do Instituto do Sono apontam a periculosidade que é não alcançar o sono REM (sono restaurador).

De acordo com estudos é nele que o organismo consegue descansar profundamente e consegue fazer a “manutenção corporal”.

Quando você, por algum motivo, não alcança esse estágio do sono, seu corpo sentirá cansaço, falta de energia, dificuldade para se concentrar e diversas outras consequências.

Se cuide para dormir bem

Se você tem algum desse dois problemas, é muito importante que se cuide pois cada um pode trazer complicações para sua vida.

O distúrbio do sono atrasado pode te incapacitar de conseguir trabalhar ou estudar durante a manhã e, ainda pode culminar no sono perdido pois se você precisa acordar cedo e só consegue dormir tarde, você não atingirá o sono restaurador.

É certo que cada pessoa tem a quantidade de horas que seu organismo precisa para descansar, mas mesmo com essa particularidade de cada um o dormir pouco pode cada vez mais aumentar e se tornar um problema, mesmo para aqueles que acham que não precisam dormir por longos períodos.

É difícil nos dias atuais conseguir sempre manter a boa qualidade do sono, a rotina conturbada de muitos impossibilita isso, mas lembre-se, se você não reservar o tempo para o descanso, uma hora você será obrigado a isso.

 

Por Jean Araújo


Leia também: Excesso de preocupação causa insônia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here